Receba primeiro nossas atualizações em seu email. Digite seu email abaixo!

domingo, 24 de novembro de 2013

A HISTÓRIA DO MEU CASAMENTO - PARTE 4 (o dia D e o resultado de tantos preparativos e muito trabalho)

Enfim o grande dia... Continuando a sessão "Sonho de princesa", a última parte do relato sobre o meu casamento... 

"A felicidade é como um jardim, só colhe flores quem as cultivou. Há doze anos anos as plantamos e é chegada a hora da colheita". Assim começava o convite do dia mais importante em nossas vidas até hoje. Antecipava o clima do casamento, o tema e a paleta de cores escolhida.



Convite do casamento - desenhos meus passados para vetor e arte de Vinícius Nóbrega

Hoje, eu e Du completamos um ano de casados. Há exatamente um ano, no dia 24 de novembro de 2012, príncipe e princesa, eu e Durvalino (meu rei) estávamos nos casando em uma cerimônia íntima para 80 convidados. Foi ao ar livre, à beira da piscina, no clube do condomínio da família de nosso amigo Patric. 

O dia amanheceu ensolarado, com céu azul após dias de muita chuva em Salvador. E começou cedo em nossa casa...estávamos terminando os preparativos inclusive bolo e doces e todos colocamos as mãos na massa (eu, noivo, pai, irmã, cunhado, dama de honra, amigo...). Foi uma loucura e só saímos rumo ao local do casamento lá pelas três da tarde e para quem queria entrar na cerimônia toda vestida de noiva às cinco, imagina o desespero, só que não!


Por incrível que pareça eu estava calma, apesar de morta de cansaço por dias de trabalho e noites sem dormir, estive o tempo todo calma. Minha irmã já estava preocupada, porque o tempo passava e eu ali despreocupada terminando o bolo. Lá no fundo uma coisa me dizia para não me preocupar que tudo sairia bem. Eu era a serenidade em pessoa.  
 
Quando chegamos ao clube, o buffet contratado Ione Ferreira já estava arrumando as coisas e descarregamos tudo o que faltava para a decoração, o bolo e alguns doces. 

Mesas dos convidados - Foto: BlancoRios Foto
Eu ainda ensaiei arrumar uma coisa ou outra da decoração, colocar da forma como idealizei os detalhes que fizemos, mas, delicadamente com gritos minha irmã me pediu para eu ir me arrumar. Já estava em cima da hora, então, fui tomar banho e me arrumar na casa da família do amigo que conseguiu o clube que aliás fica na mesma rua do condomínio. Se arrumar em casa, mesmo de amigos, não tem preço minha gente! Uma palavra: o


O vestido - Foto: BlancoRios Foto


O vestido - Foto: BlancoRios Foto
Depois de horas no banho, fui para a sessão de maquiagem feita por Larissa Neves e Socorro Crisóstomo. Amei, elas realçaram minha beleza e ficou muito delicada de acordo com o estilo do casamento. 

Making off da noiva - maquiagem Larissa e Socorro/Foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - maquiagem Larissa e Socorro/Foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - eu secando meu cabelo/Foto: BlancoRios Foto
Minha irmã se arrumou comigo. Sempre me emocionei em ver a participação de irmã e amigas no dia da noiva em tantas fotos de making off que vi e desejei muito isso. Foi muito bom compartilhar esse momento de ansiedade expectativas com minha maninha. Escovei seu cabelo e lhe ajudei a se vestir com a ajuda da minha dama de hora e amiga Dea. O cenário, claro, o quarto do amigo Patric.


Making off da noiva - escovando o cabelo de Juli ajudada por Dea/Foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - pausa para beijo de agradecimento - Foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - minha irmã e minha amiga Dea me vestindo/Foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - Juli apertando o vestido/Foto: BlancoRios Foto

Enquanto isso, as coisas já estavam adiantas...

Cartaz no cavalete com mensagem do convite na entrada do buffet - Foto: BlancoRios Foto


Lateral da área do buffet - Foto: BlancoRios Foto
Na decoração de algumas mesas do buffet, porta-retratos com as fotos do ensaio pre-casamento, aqui na mesa das lembranças - sacolas ecobags por D'Evilla.

Mesinha com as ecobags que demos de lembrança - Foto: BlancoRios Foto 



Mais porta-retratos do ensaio pre-casamento - Foto: BlancoRios Foto

Mesa dos doces - Foto: BlancoRios Foto


Bolo e bem-casados que eu fiz - Foto: BlancoRios Foto



Bolo que eu fiz - Foto: BlancoRios Foto


Enfeite miniatura da mesa do bolo - Foto: BlancoRios Foto


Mesa de salgados e tortas salgadas - Foto: BlancoRios Foto

O cheiro de lavanda foi o meu escolhido e é meu queridinho. Por isso, o escolhi para o cheiro do sabonete líquido, hidratante e para o aromatizador de ambiente que compunham o kit do banheiro. Tenho guardados o que sobrou e até hoje posso sentir o cheirinho desse lindo dia.

Kit do banheiro - Foto: BlancoRios Foto

Itens de photobooth/enfeites para fotos - Foto: BlancoRios Foto


Lenços lágrimas de alegria - Arte Vinícius Nóbrega/Foto: BlancoRios Foto


E o no noivo recebia os convidados...


O noivo - Foto: BlancoRios Foto 


O noivo recebendo os padrinhos - Foto: BlancoRios Foto 

Making off da noiva - daqui eu via o clube e os convidados/Foto: BlancoRios Foto 


Making off da noiva - esperando com meu pai - foto: BlancoRios Foto


Making off da noiva - esperando com meu pai - foto: BlancoRios Foto 


Making off da noiva - saindo rumo ao altar - Foto: BlancoRios Foto

A cada momento tivemos dois anjinhos (Mai e Eric) a nos lembrar o que estava programado, o que teria que ser feito naquele momento. Mais na frente conto melhor essa história e faço os devidos agradecimentos.


Esperando no carro - Foto: BlancoRios Foto



As pessoas do cortejo esperando -  Foto: BlancoRios Foto

Enorme foi a vontade de convidar todos os amigos para serem padrinhos... mas não ia dar... Parte da solução foi convidar três amigas de infância para serem minhas damas de honra (também chamadas de demoiselles ou bridesmaids). 


Minhas amigas e damas de honra (bridesmaids ou demoiselles) - foto: BlancoRios Foto

Count Of Me de Bruno Mars tocou para a entrada dos padrinhos que entraram alternados entre o rosa e o azul. Assisti do carro a entrada de todo o cortejo até chegar a minha hora.

Os padrinhos foram escolhidos entre os mais próximos: nossas irmãs e seus companheiros, nossas primas representando o restante da família e dois casais de amigos representando todos os amigos. E apesar da divisão de cores, todos são padrinhos do casal.



Minha irmã e cunhadinho
Minha cunhada e companheiro



Minha prima e marido
Primos do noivo



Minha amiga de infância e o marido
Casal de amigos em comum


A roupa dos padrinhos tinha uma simbologia e estavam de acordo com a paleta de cores escolhidas. O rosa me representava, o azul representava o noivo e o lilás representava a mistura de nós dois. 

Sendo assim, minhas madrinhas usaram vestidos rosa claro e meus padrinhos usaram gravata azul, sentados do meu lado. As madrinhas do noivo usaram azul claro e os padrinhos gravata na mesma cor e sentaram-se ao lado dele.


Quando Pra Lembrar De Nós de Flávio Venturini tocou era a vez de minha mãe entrar com a placa " Lá vem o noivo".

Minha mãe - placa feita por minha irmã - foto: BlancoRios Foto
            
Du entrou com a mãe ao som de Advice for the young at heart de Tears For Fears, a cara dele, o caso é que ele entrou cantando e ai o problema foi escolher as fotos dele depois com a boca retorcida. Ai ai..

Noivo com a mãe - foto: BlancoRios Foto

Ao som de Felicidade de Marcelo Jeneci, entraram minha amigas e damas de honra, também chamadas de bridesmaids em inglês ou demoiselles em francês. Uma jogando pétalas de flores, uma com as alianças no porta-jóias que o Du me deu no primeiro ano de namoro, e outra com placa “lá vem a noiva” feita por minha irmã. 

Estavam lindas, minhas flores lilases! Abriram o caminha para eu passar.

Dea jogando pétalas
Guiu com as alianças



Dio com a placa lá vem a noiva

Respirei fundo e saí do carro com a ajuda de meu pai, enquanto a minha dama de honra com a placa anunciava minha entrada.    

Rumo ao altar - foto: BlancoRios Foto

Emoção...ansiedade...acabava ali uma longa espera, pois nesse dia fazíamos 12 anos de namoro que eram coroados com nosso casamento, até que enfim!



Rumo ao altar - foto: BlancoRios Foto

Minha música tocou e então era minha vez de entrar. Rapidamente caminhei até a entrada do jardim do clube, foi tão súbito que Felipe, o fotógrafo disse: "vai correr maratona?"....meu susto me fez rir disso, a vontade era tanta de entrar e estar perto do meu amor que eu tinha pressa - ando rápido porque cansei de esperar!


Foi então que entrei ao som de A thousand years cantado por Christina Perri. A cada frase eu me arrepiava e tremia. Lembrei que eu não tinha almoçado nem comido nada e que somente tinha tomado café. 


A emoção foi tanta, não só minha mas também de muitos dos presentes. Dava para ver os olhares emocionados, alegres e felizes. Enorme a felicidade que não deu nem tempo de derramar uma só lágrima.


O céu estava limpo depois de muitos dias de chuva, apesar de eu ter quisto me casar ainda de dia, devido a atrasos anoiteceu, mas, fomos brindados com uma romântica lua.



Pernas tremendo - foto: BlancoRios Foto 

Ele chorou quando me viu - foto: BlancoRios Foto


casamento ao ar livre
Deus me ajude a não desmaiar (de fome) - foto: BlancoRios Foto

Altar no jardim
Cerimônia ao ar livre
 Como somos espíritas, não teríamos padre, então convidamos um palestrante espírita para realizar a cerimônia e dar a bênção. Foi lindo e emocionante, as palavras de Marco Oliveira (Marquito), velho conhecido coordenador da juventude espírita, foram também ecumênicas podendo alcançar todos os corações sem distinção de religião. 


planejamento de casamento
Início da cerimônia
casamento espírita
Cerimônia por Marco Oliveira 

As tocantes palavras de Marcos Oliveira, o celebrante  - foto: BlancoRios Foto
Um detalhe interessante sobre a cerimônia foi que não tivemos tempo para nos reunirmos com o celebrante. Apesar disso, ele conseguiu traduzir toda nossa história e teve uma "coincidência", suas palavras tinha tudo a ver com a letra da música que escolhi para a minha entrada - "A thousand years" interpretada por Christina Perri.

Lado azul - lado do noivo
Lado rosa - lado da noiva


"Felicidade é uma questão de ser" Marcelo Jeneci  - foto: BlancoRios Foto

Rodeados pelos padrinhos e damas na cerimônia - foto: BlancoRios Foto

Momento marcante em nossas vidas, muitas foram as lágrimas de emoção, nossas e de muitos dos presentes naquele dia.


Momento de oração - foto: BlancoRios Foto


Momento de oração - foto: BlancoRios Foto
Ainda hoje me emociono com suas palavras afirmando a nossa tentativa árdua e de longa data de ficarmos enfim juntos. Assim como minha música de entrada cantava:

"Eu te amei por mil anos
Eu te amarei por mais mil... 
O tempo todo eu acreditei que te encontraria
O tempo trouxe o seu coração ao meu"

Cerimônia e bênção de Marco Oliveira - foto: BlancoRios Foto














As palavras de Marco também "coincidiram" com as do meus votos...falavam que o amor é construção, que na vida real ninguém é perfeito e enfrentamos problemas, mas o que importa é o sentimento e o companheirismo.

Ainda me lembro das recomendações de Marco Oliveira - foto: BlancoRios Foto




Na correria de organizar o casamento em um mês, eu não conseguia escrever escrever meus votos, tudo em que eu pensava não traduzia o que eu queria dizer nem o que eu sentia.

Foi então que pesquisando no sabe tudo - google, descobri um texto de Ruth Faraga que falava exatamente aquilo em que eu pensava. Falava dos contos de fadas da vida real, afinal de contas eu sonhava ser princesa quando criança, o desenho do convite era um casal de príncipes e eu estava de tiara de princesa. E foi o que li para meu amado...


Lendo meus votos para o noivo - foto: BlancoRios Foto


O noivo falando os votos dele de improviso - foto: BlancoRios Foto


O beijo - foto: BlancoRios Foto

Pra Sonhar de Marcelo Jeneci marcou a nossa saída. Não cabia em mim, estava morta de fome e nem imaginava quantas surpresas vinham por aí.


Na saída, chuva de arroz, de arroz de coração e bolinhas de sabão - foto: BlancoRios Foto




Corte do bolo que eu mesma fiz - foto: BlancoRios Foto


Agradecimentos à ela - foto: BlancoRios Foto
Agradecendo à minha irmã por ela ter estado ao meu lado desde o início da organização do casamento, tão feliz que eu estava nem sabia o que iria acontecer logo em seguida. Juli anunciou uma surpresa, era um vídeo com depoimentos de nossos familiares. Me senti no arquivo confidencial do Faustão! Ri e chorei...mas o importante é que emoções eu vivi.


"E agora uma surpresa para os noivos" - foto: BlancoRios Foto


Assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto

Os convidados assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto 


Emoção assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto


Assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto


Assistindo ao vídeo, arrancou lágrimas mas também sorrisos - foto: BlancoRios Foto


Assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto


Assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto
 O vídeo teve até erros de gravação...ri horrores que até chorei.


Assistindo ao vídeo - foto: BlancoRios Foto

Pausa para comer e descansar, ufa - foto: BlancoRios Foto


Poses - foto: BlancoRios Foto

Poses - foto: BlancoRios Foto 


Poses - foto: BlancoRios Foto
Na hora do bouquet dei um susto nas meninas, decidi dar o bouquet e não jogar...

Hora do bouquet - foto: BlancoRios Foto


A sortuda foi Juli, minha irmã. Sacanagem? Mas calma, pedi que a florista dividisse o bouquet em três e amarrasse junto. Desamarrei e dei um deles para minha irmã...


Decidi dar o bouquet para ela - foto: BlancoRios Foto 



 ...os outros bouquets joguei juntos, eles se dividiram e duas amigas pegaram.


Minha irmã com parte do bouquet - foto: BlancoRios Foto 















Joguei, quem pega? - foto: BlancoRios Foto 


Aninha e Dea pegaram - foto: BlancoRios Foto


A hora do sapo que a minha mãe fez - Atelier Maricotinha/foto: BlancoRios Foto


Felizarda que pegou o sapo que minha mãe fez - Atelier Maricotinha/foto: BlancoRios Foto 


A hora do Santo Antônio que a minha mãe fez - Atelier Maricotinha/foto: BlancoRios Foto 

Felizarda que pegou o Anto Antônio que minha mãe fez - Atelier Maricotinha/foto: BlancoRios Foto 

Vamos aproveitar a festa? - foto: BlancoRios Foto

Meu vestido vinha com uma saia mais curta, foi a salvação na hora do calor...


Dançando, dançando - foto: BlancoRios Foto

Idealizamos um cantinho para fotos com elemento photobooth...


Sim, minha gente, o noivo estava "pelado" da cintura para cima, kkk. Estava muito suado e eu tirei a roupa dele. Mas já foi no fim da festa.



Noivo suado = noivo nu - foto: BlancoRios Foto


DJ para casamento
Com o DJ e amigo - DJ Abdala/foto: BlancoRios Foto
Não podia faltar uma foto com o casal de fotógrafos, claro! As fotos de Felipe e Trini traduziram a atmosfera do casamento com toda delicadeza que ele merecia. Muito profissionais, passaram despercebidos foi o comentário de todos. Ai, e como a mulherada repetia que o seus casamentos seriam fotografados por eles...


Descontraindo com os fotógrafos - dessa vez, foto: Julianin (irmã da noiva)
 Simplesmente amo essa foto! Me sinto a Barbie com essa cintura...





Na pista, um amigo e o noivo e /foto: BlancoRios Foto
Não contratei o serviço de assessoria, eu e minha irmã organizamos tudo. Mas não dava para cuidar de tudo também na festa, ainda mais que Juli era minha madrinha. A solução foi colocar todo o roteiro no papel e pedir para alguém executar. 

Foi aí que convidamos uma amiga para ser nossa assessora e cerimonialista no dia e ganhamos dois. Isso mesmo, Mai trabalhou duro no dia do casamento, se preocupou com todos os detalhes e ainda levou o noivo que ajudou também. Todos ficaram impressionados com o profissionalismo desses dois amigos, psicólogos e gente muito boa. Dá até para trabalhar com isso, heim?

Mai e Eric, eu e Du agradecemos muito tanto cuidado, carinho e amor com que se emprenharam no dia do nosso casamento. 

Descontração com nossos assessores e cerimonialistas do dia - foto: BlancoRios Foto

E ai? Bateu cansaço com tantas fotos e história? Pensou que acabou? Eu também tinha pensado, mas...

Após a saída de todos os convidados, a festa não passou da meia noite... eis que arrumando as coisas, e eram muitas coisas, para voltar para casa...pois não tínhamos dinheiro para a lua-de-mel, minha irmã revela que eu e Du iríamos para um hotel passar dois dias, presente dela e teríamos um jantar, presente da minha mãe.

Eu não acreditei, já imaginando que iria para casa mesmo...o que dizer? Como lidar?

As fotos a seguir são no hotel após o casamento. Aí começou a lua de mel...mas é história para outro dia.

Cartão-presente da hospedagem - presente de minha irmã


Cartão-presente do jantar - presente de minha mãe


Bolsa com nossas roupas arrumada às escondidas por minha irmã


Bilhetinhos carinhosos junto com as roupas arrumada - feitos por minha irmã


Bolsa com nossas roupas arrumada às escondidas por minha irmã


Comendo coisinhas da festa que pedi ao buffet para separar


Casados, cansados mas felizes


Enquanto ele foi escovar os dentes aproveitei para arrumar a cama com pétalas que sobraram do casamento e com bem-casados



Me acostumei em relembrar e contar essa retrospectiva. Foi muito bom dividir com você a nossa história.

Então é isso. Virão as histórias dos casamentos que organizamos. 
Até a nossa próxima postagem.


Beijos,

Julini


ATENÇÃO: as fotos aqui expostas são da autoria de BlancoRios Foto, caso utilize, peça autorização a eles. As fotos do hotel são da minha autoria e de mô.

***Não nos perca de vista, siga-nos nas redes sociais***
      

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...